Fotografia Documental de Família

Quero Fazer

A fotografia documental de família não é para qualquer um. Tanto para o fotógrafo (que tem que ser ninja e muito observador) quanto para os fotografados. Quem topa esse tipo de sessão precisa estar aberto e 100% envolvido com todo o processo do início ao fim.
Aqui não há nenhuma direção, inclusive, eu peço que os fotografados não façam nada de especial. A ideia é retratar a vida real (e toda a beleza que existe nos momentos do dia-a-dia: da diversão ao caos). Eu viro praticamente um membro da família (e passo mais de 24h com ela). Tento ser o mais discreta possível para permitir que todos os envolvidos esqueçam da presença da câmera, e fiquem à vontade para ser eles mesmos. E essa é a magia da fotografia documental. O resultado nada mais é do que a captura de momentos verdadeiramente autênticos.
Geralmente o público-alvo deste tipo de sessão é totalmente focado em registrar as pequenas coisas e as histórias que aconteceram durante a infância.
O que eu mais gosto sobre a abordagem documental é a sua honestidade e a sua capacidade de contar a sua história. Tudo é muito natural. O meu trabalho consiste em decidir a melhor forma de compor uma cena – e não de mudar a sua vida ou como sua casa se parece. O que eu quero transmitir é o carinho existente entre vocês para sempre da melhor e da maneira mais bela possível.

Esse estilo fotográfico vale para “Um dia nas Férias”, o dia do Parto e registros de experiências de maneira geral.